*mais sobre mim

*Quem está aqui??

online

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Segunda-feira, 8 de Janeiro de 2007

Vrum Vrum

Desde o ano passado, que o Dia de Reis não é só, simplesmente, o dia em que os Reis Magos chegaram ao pé do Menino Jesus e lhe entregaram ouro, incenso e mirra, mas também o dia em que me senti um pouco mais crescida, mais responsável: tirei a carta de condução!

Depois de quase 1 ano e meio a tentar tirar a carta, no dia 6 de Janeiro fiz o exame de condução e, oficialmente, tornei-me uma maçarica. Sei que demorei muito tempo a tirar a carta e por isso ouvi muitos raspanetes dos meus pais, de alguns dos meus familiares e das minhas amigas, mas o facto de ter aulas na faculdade desde a hora do almoço até às tantas da noite e gostar de dormir um pouco até mais tarde, fez com que só fosse a uma ou duas aulas por semana e tentasse fazer muitas durante as férias, o que não dava porque o meu instrutor principal (sim, porque eu tive 4 instrutores) tirava sempre férias quando eu queria avançar na condução. Isto fez-me ter 4 instrutores e experimentar 4 carros. E o instrutor que me levou a exame de condução não ser o mesmo, que me iniciou nas artes de conduzir no simulador. Claro que é um pouco estranho, mas foi bom ter experimentado vários carros, assim fiquei a conhecer que, tal como as pessoas, cada carro tem a sua própria personalidade.

Nunca mais me vou esquecer do Dia do Exame de Condução. Depois de uma semana de nervos a pensar como iria correr o exame, nesse dia tinha 6 valdiespert's dentro de mim (2 tomadas na noite anterior, 2 ao pequeno almoço e 2 ao almoço), estava receosa, mas muito calma. A manhã, dentro do possível, correu bem, foram as melhores aulas de condução que tive. O único senão foi mesmo, poucas horas antes do exame, o carro da condução ter sido albarroado (será assim que se escreve?) por uma carrinha que vinha a andar bem e que quando nos viu parados a ceder passagem a um autocarro travou mesmo em cima e como o piso estava molhado, derrapou e bateu-nos por trás. Eu como ia no banco de trás, porque não era a minha vez de conduzir, fiquei como uma dor no pescoço devido ao embate. Às 14h, à hora do exame, depois dos policias tomarem conta da ocorrência, o carro com uma porrada na traseira e eu com um pacote de leitinho com chocolate no estomâgo,  já estava naquela "seja o que Deus quiser..eu quero é ir para casa". Felizmente, o meu exame de condução correu bem, passei sem nada a apontar, excepto "ó menina não pode ficar aí parada, tem de avançar, tem de ser mais rápida!".

Um ano depois posso dizer que o balanço é positivo! Descobri que ter carta de condução dá enorme jeitão, tanto para ir às compras com a Mãe, como para facilitar a vida ao Pai quando bebeu um pouquinho mais nos jantares de família e, ainda, para ir aos centros comerciais, passear e sair à noite com as amigas. Também descobri que adoro conduzir, dá-me imenso gozo conduzir, preferencialmente, em percursos urbanos e não em grande velocidade nas AE's.

Neste primeiro ano cada momento agarrada a um volante soube-me como uma vitória. Várias foram as minhas vitórias: a primeira vez que fui sozinha de carro até à faculdade; a primeira vez que entrei na 2ª circular sozinha; a primeira vez que fui com a minha Mãe à Costa da Caparica; duas viagens Lisboa-Coimbra (só com paragem para o chichizinho da praxe no meio da floresta); duas festas na faculdade com regresso de madrugada pelo Monsanto; ultrapassagens a camiões na viagem para a terra; subida da ponte de Loures da CREL a 100km/h, em 5ª, num Ford Fiesta carregado de malas e com 4 pessoas dentro; viagem até Salvaterra com a Claudia do meu coração (uma viagem de gajas!!); uma saída só de gajas até ao Parque das Nações; e uma ida até à marina Cascais de noite com o pessoal. Claro, que para a maior parte das pessoas isto não é nada, mas para mim foram grandes vitorias!

Quanto a sustos, também, já apanhei alguns. Um instrutor de condução que ao sair de uma bomba de gasolina ia contra mim; um carro que, na IC2, ao fazer ultrapassagem demorou a regressar à via dele e eu com o susto e para me desviar, quase que ia à valeta; uma passagem num amarelo a cair para vermelho com o carro da policia parado do outro lado do cruzamento;  carros que na 2ª circular entram à papo-seco...

Risadas também já foram muitas:  o carro que não pegava em Belas, o motor quase a afogar e o Nuno a balançar o carro; os faróis que eu, tantas vezes, me esqueço de ligar à noite e que já fez ganhar um miminho da Policia em alto e bom som "Acenda as luzes!!!"; e, claro, a minha mudança de pneu no Odivelas Parque dirigida pelo meu pai, só mesmo dirigida, porque quem mudou fui eu....

Concluído este primeiro ano de carta, só tenho que agradecer ao meu Pai, por ter sempre confiado em mim e não ter qualquer problema em me passar os carros para a mão, em qualquer lugar que seja; e ao pessoal que já andou comigo no carro, por não ter medo de se aventurar comigo...ao Nuno, por ter sido o meu co-piloto em terras saloias de Belas e escuras como bréu; à Carina, a minha co-pilota oficial; à minha Mãe, que também adora andar comigo; e a todos que já andaram comigo...

Que o próximo ano seja tão bom ou melhor que este!

publicado por Marisa às 13:14
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De afilhado a 8 de Janeiro de 2007 às 18:51
"cada carro tem a sua personalidade".. é bem verdade.
saúdo o facto de conduzires carros a gasolina.. saúdo tb o facto d saberes o q e um Fiesta.. mas um dia empresto-te o meu.. o 1.0 c caixa d 4 mudanças.. isso sim, qt a mim é prazer!
tens aqui um belissimo post.. fizest-m lembrar tb as minhas aventuras.. =)

aquele beijinho do costume pá madrinha! =)
De AF a 9 de Janeiro de 2007 às 00:03
Parabens por este ano!!!

Fogo...ja passou um ano...cm o tempo passa..

Mas pronto..quero apenas dizer q conduzes mt bem e q ñ tenho receio d andar d carro ctg!! E q fico mtoo feliz qd percebo q passei ctg alguns desses momentos vitoriosos e alguns momentos de grds risadas!!

Mas concerteza q vamos passar inda por mtos..afinal d contas, ainda nos falta apanhar uma operaçao stop ;)

*****
De Ricardo aka Ricky S a 9 de Janeiro de 2007 às 01:36
Tendo em conta a frequênçia de tragédias que infelizmente acontecem diariamente nas estradas portuguesas ler o teu testemunho é como uma lufada de ar fresco e mais que isso deve ser um incentivo ao civismo e à prudênçia a quem está ao volante!Fico muito feliz ao saber que o balanço após 1 ano de abilitação para conduzir seja positivo e desejo naturalmente que assim seja por muitos bons anos.Falando do teu "percurso" há que salientar algumas situações, nomeadamente, "chichizinho da praxe no meio da floresta"...oh, meu Deus, o que é isto? Depois culpa-se o aqueçimento global por estar a destruir as florestas portugusas quando temos aqui a prova viva ou melhor "prova líquida" do que é que faz secar as nossas florestas...depois há a questão dos 100km/h numa subida em 5ª com 4 pessoas a bordo mais extra peso, tu não te estarias a referir à subida como sendo o sentido oposto ao qual tu estavas..loolool, é porque a desçer todos os santos ajudam..lol. Depois vem uma parte em que quero salientar por ser de uma gravidade extrema, "Um instrutor de condução que ao sair de uma bomba de gasolina ia contra mim;"...eu ainda era dos poucos que acreditava que tinhamos bons formadores a instruir os portugueses mas dadas as circunstançias...meu Deus!enfim..passando à frente, bem eu sempre ouvi dizer que os portugueses até são um povo valente e que gostam de arriscar mas sejamos realistas..."uma passagem num amarelo a cair para vermelho com o carro da policia parado do outro lado do cruzamento;"...isso é como a do ladrão que telefona para o banco e pergunta se ainda dá para o assaltar antes que este feche..looool, e para terminar olha lá como é que esqueçes de ligar as luzes À NOITE????Esta é mesmo do tipo Daaaaaaaa...hehehehehehe:)
E pronto acho que é tudo,se bem que se tivesses escrito alguma coisa sobre "as aventuras no banco de trás" que também faz parte, verdade seja dita...talvez ainda tivesse mais alguma coisa a dizer, não sendo assim, resta-me desejar as maiores felecidades seja de carro ou não nessa que é a estrada da vida!!!

"Start your engine and feel the power"
De ich a 10 de Janeiro de 2007 às 23:21
Quer então dizer que fez agora 1 ano que Portugal lançou mais uma maçarica à estrada! Ena ena! Ainda bem que tenho seguro...
Pois antes de mais, deixa-me agradecer pela parte que me toca! Tive muito gosto em ser teu co-piloto no sombrio reino de Belas, apenas temendo por breves instantes pelo facto de poder ficar eternamente retido em tal região... Mas tudo se resolveu com um verdadeiro golpe de sorte!
O mesmo já não se pode dizer de ti, como co-pilota, pois só sabes criticar a minha velocidade - que nem sequer é excessiva (ademais não te podes esquecer que a caixa é automática, logo, a velocidade é também ela automática!)... Mas creio que esse tipo de comentários é normal, vindo de alguém que circula a 40 km/h e atravessa ERRADAMENTE as rotundas pela faixa de fora ;p

Comentar post

*links