*mais sobre mim

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Terça-feira, 17 de Abril de 2007

Eu quero ir para a Tunísia!!!!

17 de Abril.....faz hoje um ano que começou a minha viagem de finalistas. Que saudades! Aquela semana de descanso e de férias com o pessoal da faculdade soube tão bem que eu gostava que se voltasse a repetir. Mas voltando a repetir o que disse à dois posts atrás "tudo o que é bom dura o tempo suficiente para se tornar inesquecível", por isso se tentassemos fazer tudo igual outra vez, penso que não iriamos conseguir, tanto poderia ser melhor, como poderia correr menos bem....por isso fica a memória de 7 dias fantásticos em Sousse, na Tunísia!

Como ando sem grandes questões para blogar por aqui, vou fazer o que já fiz no meu photolog, fazer uma espécie de diário de viagem. Contar as coisas boas e más que aconteceram, o que vi, o que senti....isto dia-a-dia!

Apesar da nossa viagem ter começado neste dia, devido a atrasos do avião e à diferença horário só chegámos à Tunísia depois da meia noite do dia 18 de Abril.

A partida de Lisboa estava marcada para as 19h, mas o voo foi atrasado para as 21h e por isso tivemos de estar duas horas à seca no Aeroporto de Lisboa. Pelo menos, os senhores do aeroporto foram simpáticos ofereceram-nos comida num bar. Eu para entrar logo no espirito da viagem comi uma chamuça!

Depois de nos perfurmamos numa loja do aeroporto seguimos para o avião. Aquelas passagens por vários pontos, inclusive o detector de metais, e a espera para entrar no avião deixa qualquer pessoa mais nervosa e mais ansiosa para partir. Não foi a minha primeira vez, mas andar de avião com 21 anos é diferente de andar de avião como 12 anos. Pensa-se em outras coisas que à 9 anos atrás não nos passa pela cabeça.

O avião era da Tunisair. Era pequeno e ficámos sentados mesmo no fundo, junto à cauda. Como as cadeiras são altas, não percebo árabe e o meu francês anda pelas ruas da amargura, deixei de tentar ver as senhoras hospedeiras a ensinar como se põe a máscara de oxigénio e o colete salva-vidas e pensei "Seja o que Deus quiser!".

Quando sentimos que o avião ia partir, demos as mãos e deixámo-nos levar pelos céus até à Tunísia. Tirando a turbulência, que foi muita, a viagem correu bem: conversámos, lemos, fizemos jogos e conjugamos verbos em francês.

Duas horas e meia depois, finalmente começamos a ver terra com muitas luzinhas. Era Tunis! Com a diferença horária de mais uma hora chegámos à meia-noite de lá.

Depois do espera interminável para verificação dos passaportes, finalmente saimos em direcção ano nosso autocarro. Mal sai do aeroporto senti um ar quente na cara, com um cheiro diferente de Portugal. Fiquei contente porque era sinal que tinha estado bom tempo.

Como o nosso destino não era Tunis, mas sim Sousse, uma cidade a, mais ou menos, 180 km a sul de Tunis, tivemos de nos sujeitar a uma viagem de autocarro de duas horas madrugada adentro. Ao inicio, deu para ver para um pouco da cidade de Tunis. Nós pareciámos aquelas pessoas que vão à cidade pela primeira vez e que estão a descobrir um novo mundo. Nós delirámos a ver outdoors e anúncios de marcas normais e bombas de gasolina que  também existem em Lisboa.

Apesar de termos a certeza que estávamos na Tunisia, por momentos julgámos ter regressado a Portugal, quando iamos na AE, com separador central, totalmente deserta àquela hora e de repente surge uma carrinha em sentido contrário!! A sorte é que a carrinha ia devagarinho e não havia trânsito nenhum!

Duas horas depois chegámos ao Riadh Palms, o nosso hotel. Eu adorei aquela entrada, toda feita em mármore!

Depois da distribuição dos quartos, eu e Ana dirigimo-nos ao nosso quarto no "huitiéme etáge" (com diria a voz sexy do elevador) e fomos descansar da viagem. O problema era sono....só bem perto da 5 horas da manhã é que devemos ter adormecido.

Aqui fica uma imagem do Hotel. Que coisa maiiiiiiiii linda!

publicado por Marisa às 10:10
link do post | comentar | favorito

*links