*mais sobre mim

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Terça-feira, 31 de Outubro de 2006

31 de Outubro

31 de Outubro, Dia Mundial da Poupança! Inventam dias para tudo...é o Dia Mundial da Criança, é o Dia dos Namorados, é o Dia do Pai e, pronto, hoje é o Dia Mundial da Poupança! Enquanto que todos os Portugueses tentam poupar uns trocos para enfrentar a vida que cada vez está mais cara, eu não consigo poupar-me....Hoje de manhã fiz uma coisa que já não fazia à muito tempo: correr logo de manhã para apanhar o 729 (ou 29 para os amigos). Qual Rosa Mota!! Marisa nos 100 metros barreiras é que é!! Já lá vai o tempo em que eu e a minha amiga Carina corríamos pelo Metro da Pontinha fora para apanhar o 29 e chegarmos a horas à faculdade! Fartei-me de correr e fiquei muito cansada, a deitar bofes pela boca, mas consegui apanhar o 29!

31 de Outubro, Halloween, Dia das Bruxas! Nesta noite, os putos americanos mascaram-se e correm o bairro  deles a tentar "assustar" os vizinhos. Estes assustadissimos e cheios de medo, dão-lhe doces para que putos de meio metro não lhe façam mal. Cá em Portugal, não digo que deveríamos comemorar o Dia das Bruxas, mas gostava muito de ir pedir doces aos meus vizinhos...chocolates, rebuçados, pastilhas, chupa-chupas, caramelos, gomas...isso é que era! Mas cá em Portugal só se pensa em poupar, ninguém dá doces a ninguém....

publicado por Marisa às 22:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 30 de Outubro de 2006

Quando eu te encontrar...

Até a pouco tempo atrás eu era viciada na "New Wave", uma novela brasileira direccionada para os jovens, isto é, os" Morangos com Açucar" do Brasil. Mesmo quando a TVI passou a transmitir os "Morangos com Açucar" eu não mudei para ficção nacional, continuei sempre a ver a "New Wave". Não perdia um episódio, pois adorava as histórias e as músicas. Um dia decidi tentar arranjar algumas músicas. Quando dei por mim, havia centenas de músicas, porque a novela, no Brasil, já tem alguns anos. Mesmo sendo muitas arranjei quase todas. O resultado foi no meio de tantas só gostar de algumas, aquelas que eu já conhecia e outras que não conhecia, mas passei a adorar. Uma delas é esta...

Bikini Cavadão - Quando eu te encontrar

Eu já sei o que meus olhos vão querer
Quando eu te encontrar
Impedidos de te ver
Vão querer chorar
Um riso incontido
Perdido em algum lugar
Felicidade que transborda

Parece não querer parar
Não quer parar
Não vai parar

Eu já sei o que os meus lábios vão querer
Quando eu te encontrar
Molhados de prazer
Vão querer beijar
O que na vida não se cansa
De se apresentar
Por ser lugar comum
Deixamos de extravasar
De demonstrar

Nunca me disseram
O que devo fazer
Quando a saudade acorda
A beleza que faz sofrer
Nunca me disseram
Como devo proceder
Chorar, beijar, te abraçar
É isso que quero fazer
Isso que quero dizer

Eu já sei o que os meu braços vão querer
Quando eu te encontrar
Na forma de um "C"
Vão te abraçar
Um abraço apertado
Pra você não escapar
Se você foge me faz crer
Que o mundo pode acabar (vai acabar)

Chorar, beijar, te abraçar
O nome do grupo é um tanto ao quanto esquisito, mas oiçam à mesma.
É linda!
Lembrei-me de a pôr aqui, porque resolvi relembrar os velhos tempos.
Para quem espera encontrar alguém especial...
ouvir esta música fará todo o sentido...
publicado por Marisa às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 29 de Outubro de 2006

Pegadas na Areia

Há um provérbio que diz "Não há bem que sempre dure e mal que nunca se acabe". E é verdade...A nossa vida é feita de altos e baixos, parece o percurso de uma montanha russa. Quando a nossa vida está tão boa acontece sempre algo para destabilizá-la um pouco. Nesse momento, o melhor a fazer é tentar ultrapassar o obstáculo e pensar que haverá de certeza momentos melhores.

Como acredito em Deus, sei que Ele está lá em cima a olhar por mim e que me ajuda sempre a ultrapassar certos obstaculos, que por vezes encontro no meu caminho. Até agora Ele nunca me falhou....

Para as pessoas que estão a passar por maus momentos aqui fica um texto muito conhecido e muito bonito....

"Uma noite eu tive um sonho.

Sonhei que estava andando na praia com o Senhor
e através do Céu, passavam cenas da minha vida.

Para cada cena que se passava, percebi que eram deixados
dois pares de pegadas na areia;
Um era meu e o outro do Senhor.

Quando a última cena da minha vida passou
Diante de nós, olhei para trás, para as pegadas
Na areia e notei que muitas vezes, no caminho da
Minha vida havia apenas um par de pegadas na areia.

Notei também, que isso aconteceu nos momentos
Mais difíceis e angustiosos do meu viver.

Isso entristeceu-me deveras, e perguntei
Então ao Senhor.
"- Senhor, Tu me disseste que, uma vez
que eu resolvi Te seguir, Tu andarias sempre
comigo, todo o caminho mas, notei que
durante as maiores atribulações do meu viver
havia na areia dos caminhos da vida,
apenas um par de pegadas. Não compreendo
porque nas horas que mais necessitava de Ti,
Tu me deixastes."

O Senhor me respondeu:
"- Meu precioso filho. Eu te amo e
jamais te deixaria nas horas da tua prova
e do teu sofrimento.
Quando vistes na areia, apenas um par
de pegadas, foi exactamente aí que EU,
nos braços...Te carreguei."

Autora: Margaret Fishback Powers 
 

publicado por Marisa às 16:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 28 de Outubro de 2006

"Por Mares Nunca Dantes Navegados"

Escreveu assim o grande poeta português, Luís Vaz de Camões. Contextualizando, este verso surge no Canto I dos Lusíadas, magnifica obra prima, em que Camões descreve as aventuras, a coragem, a audácia e a visão alargada, para a época, dos Portugueses. Na minha opinião, toda ou quase toda, a poesia pode ser descontextualizada do cenário em que o autor a escreveu e contextualizada na nossa vida. Qualquer poema pode ser adaptado a uma situação, a um momento, a um sentimento da nossa vida...Lembrei-me deste verso durante uma longa viagem de autocarro, enquanto pensava e analisava estas semanas da minha vida. Estas foram ricas em sensações e situações novas, diferentes...Por muito que a nossa vida esteja num bom momento, em que quase tudo está bem, há momentos em que é necessário mudar um pouco, experimentar coisas novas. Há essa necessidade. O nosso pensamento pré-definido é que a mudança é algo mau, algo que vai destabilizar a nossa vidinha que está tão boa. Claro, isso é possível acontecer, mas a mudança também pode ser algo bom, algo positivo. É sempre bom ganhar experiência, experimentar novas sensações...Por muito que o medo nos pararilize, não pode ser maior que a nossa curiosidade e vontade de descobrir coisas novas. Como diria um professor da minha faculdade "Criem valor! Vejam largo e longe!". O senhor pode ser um pouco repetitivo, mas no fundo tem alguma razão.

Nestas últimas semanas, descobri novas sensações e tive novas experiências. Confesso, que estava com algum medo. O meu pensamento pré-definido foi "Não", "Isto pode correr mal". Mas fui em frente...e, até agora, não me arrependo e gostei! Com algum medo comecei a estagiar! Já a um mês que andava sempre a pensar nisso, como seria, como iria ser a minha reacção, como iria ser a reacção das outras pessoas. Custou-me um pouco a entranhar a ideia de deixar de ser a menina estudante, para começar a ser a mulher trabalhadora. Confesso que ainda não está totalmente entranhada, mas...So far, so good! A outra grande sensação dos últimos tempos foi....comer Chocapic Duo :)  Brutal! Para quem já era fan de Chocapic e fan de chocolate branco, assim como eu, é ouro sobre azul.

Inovem!

publicado por Marisa às 13:56
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 27 de Outubro de 2006

Saudades

"As conversas são como as cerejas" diz muitas vezes a minha mãe. Uma conversa que começou com um convite para jantar foi parar às diferenças linguísticas entre o Inglês e o Português. Segundo um amigo, o Português está menos evoluído que o Inglês, pois ainda distinguimos o "Tu" do "Você" e o "Amo-te" do "Adoro-te", enquanto que os Ingleses são mais práticos, já só utilizam o "You" e o "I love you". Eu discordo. Acho que estamos um passo mais à frente que os Ingleses, porque temos um vocabulário mais alargado e mais rico. É muito mais interessante e bonito podermos dizer à pessoa que amamos "Amo-te" e dizer a alguém de quem gostamos "Adoro-te", porque, apesar de ser o "sentimento de gostar", é diferente. O Português é uma língua tão rica, que temos umas das palavras mais dificeis de traduzir, SAUDADE. Não percebo, porque saudade é assim tão dificil. Será que só os portugueses ficam tristes quando alguém de quem eles gostam muito parte? Será que só os portugueses sentem faltam dos momentos bons e felizes que passaram? Será que só os portugueses ficam com um nó na garganta, sem sorriso na cara e com os olhos arder quando se lembram daquela pessoa querida que já partiu? Talvez....

Tenho muitas saudades tuas Sheila!

publicado por Marisa às 20:59
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 25 de Outubro de 2006

A mesma conversa de sempre

Quando entramos no elevador com um vizinho/a com o qual não temos grande confiança, quando ficamos a sós com uma pessoa com que não conhecemos bem ou então quando o tema de conversa começa a rarear, qual é a única solução que surge?? Falar do tempo! Eis o primeiro tema para um post. À falta de um tema melhor, vou falar do tempo que é para poder falar de algo e não ficar calada.

Como diria o Nuno Markl, aqui vai um desbloqueador de conversas...Tem chovido muito estes ultimos dias...Pois tem...E até não é muito comum chover assim tanto em Outubro, inclusivamente com trovoadas à mistura...Pois não...parece que este ano o Outono vai ser duro!...Pois parece...(silêncio)...(silêncio desconfortável)...Hum...o pior é que tem causado alguns estragos: problemas no trânsito, rios a transbordar e até uma pessoa morta...Pois é....isto anda mesmo mau! É uma tristeza!

Isto tudo só para dizer que o Tempo tem sido mesmo o tema principal destes últimos dias. Mesmo antes de uma conversa começar a descair, já o tema do Tempo veio à baila.  Estes ultimos dias têm sido muitos maus! Dias sempre cinzentos, molhados, chuvosos, ventosos e, em alguns momentos, um verdadeiro temporal! Este tempo assim não dá vontade para fazer nada, só para ficar em casa, com o pijama vestido, a ver TV, a ouvir histórias antigas da grande cheia de Lisboa na década de 60 que os meus pais viveram e, claro, a ouvir a chuva cair lá fora! Isso é que sabe realmente mesmo bem....

publicado por Marisa às 13:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Para começar...

Depois de me ter estreado no mundo dos Photoblogs, agora decidi aventurar-me pelo mundo dos Blogs. Não faço a minima ideia do que irá sair daqui, mas apetece-me começar a escrever.... Aviso já que não tenho esse dom, que eu tanto aprecio em algumas pessoas, o dom de "saber escrever", mas gostaria de tentar escrever algo e sei que consigo exprimir melhor algumas ideias e sentimentos através da escrita, do que através das palavras ditas.

Não irei escrever sobre algo especifico, será sobre várias coisas...pensamentos, sentimentos, momentos, livros, filmes....sobre qualquer coisa que surja...

Espero ter alguns leitores....

publicado por Marisa às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

*links