*mais sobre mim

*Quem está aqui??

online

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Quinta-feira, 4 de Janeiro de 2007

Nevoeiro matinal!

Novo dia de estágio! Nova manhã fria! E nova manhã de nevoeiro....

Desde que recomecei as minhas funções como Sra. Estagiária que, de manhã, tenho apanhado sempre nevoeiro no caminho. Não é durante o pecurso todo casa-estágio, porque até à Pontinha vê-se ralativamente bem, só havendo aquela neblina, tipo fumo de palco, em zonas mais planas e descampadas. E o nevoeiro só começa a tornar-se mais denso no Monsanto e em Belém, principalmente sobre o Rio Tejo.

Confesso que desde pequena sinto um fascínio por nevoeiro. Sempre gostei daquelas manhãs de neveiro e recordo com saudade os meus primeiros anos de escola, em que a minha Mãe me ia levar à escola e no caminho dizia para eu pôr as minhas mãos dentro dos bolsos dela, para ficar com elas mais quentinhas.

A minha faculdade, o ISCSP, tem uma vista bastante privilegiada sobre o Rio Tejo e a outra banda. Com uma panorâmica tão bonita, o meu lugar de eleição durante as aulas sempre foi junto à janela. Naqueles dias em que a matéria era mais dificil de ser transporta em papel, em que não dava para conversar durantes as aulas ou que estava mais pensativa, por vezes aproveitava e espreitava pela janela para me perder naquela vista, tanto fazia ser dia ou de noite...

A vista sobre o Tejo não é so privilégio de quem está dentro das instalações da faculdade, mas também de quem passa na rua e, até mesmo, no 29. Claro que quando não há nevoeiro se pode disfrutar mais da beleza da vista, mas, na minha opinião, com nevoeiro também tem o seu encanto. Com nevoeiro sobre o Rio Tejo, as únicas coisas que se conseguem ver são o cimo dos pilares da Ponte 25 de Abril e o Cristo Rei. Esta combinação do nevoeiro com o Cristo Rei fica magnifica, porque dá-me a sensação que a qualquer momento o Cristo Rei vai deixar de estar estática e sair por cima do nevoeiro a saltar...tra lá lá lá....a correr...tra lá lá lá... :) E apetece sair do 29 a voar e ir lá ter com ele...

Com tanto nevoeiro qualquer dia aparece o D. Sebastião a reclamar o trono...

publicado por Marisa às 12:33
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ricardo a 5 de Janeiro de 2007 às 13:00
Por falares em nevoeiro, já faz bastante tempo em que não se vê nevoeiro no Funchal, se bem que isso até é normal pois não é nada vulgar, de todo, o funchal ficar cercado de nevoeiro, ao contrário das serras da Madeira, onde lá o nevoeiro é mesmo uma constante, até mesmo nas manhãs e fim de tarde de verão, para nem falar no inverno!mas também podéra se o sr. nevoeiro anda lá ocupado pelos lados de lisboa, que se deixe estar...lol, provavelmente até poderá estar a dar as boas vindas ao salvador da pátria, que se for o caso é muito bem vindo, mais que nunca o pais precisa..ágora em relação ao Cristo Rei "saltar...tra lá lá lá....a correr...tra lá lá lá..." acho que não faz muito o seu género...loooool

Fiquem bem!!!Byeeee
De afilhado a 8 de Janeiro de 2007 às 18:55
sim, tens aqui um belo post..
mas.. trono? qual trono? isto aqui e uma republica democrática.. nng reclama nada!

podes é tar a falar do ISCSP.. onde o Sebastião subiu ao "trono".. =/

beijinho.. =)

Comentar post

*links