*mais sobre mim

*Quem está aqui??

online

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Quarta-feira, 15 de Novembro de 2006

Amigo Virtual

Depois de receber mais um poema/texto de uma amiga virtual brasileira, decidi escrever algumas palavras sobre os amigos virtuais.

Com o aparecimento da Sociedade da Informação, a Terceira Vaga de Tofler, consequentemente, apareceram novos conceitos, novas definições no nosso vocabulário. Antes do surgimento da Internet no quotidiano de vários milhões de pessoas, quem iria pensar ou imaginar que se poderia ter um amigo(a) virtual?? O conceito mais próximo que havia até então era os pen's friends, pessoas com que se trocava cartas sem conhecer.

Com a difusão do velho IRC (hoje um pouco em decadência...) e do irmão mais novo, Messenger, hoje em dia é normal conhecer alguém que tenha um ou vários amigos virtuais. Amigos estes que, na maior parte das vezes, não conhecemos pessoalmente, mas com quem temos algum ou muito à vontade para falar atrás de um monitor. Através do teclado, os amigos virtuais contam tudo uns aos outros....a vida, o trabalho, a faculdade, interesses, amizades, amores..basicamente tudo. A minha teoria é que se o nosso amigo(a) virtual for uma pessoa verdadeira e sincera, através de um monitor fica-se a conhecer com mais profundidade o intimo, a personalidade , os pensamentos, do que muitas vezes conhecemos sobre aqueles amigos com que convivemos à muitos e muitos anos. Isto acontece, porque é mais fácil fazer um desabafo ou contar algo intimo atrás de um monitor, do que olhos nos olhos de alguém.

Claro que isto dos amigos virtuais e do mundo virtual é muito bonito, se não fizermos dele o nosso verdadeiro mundo. Este mundo virtual deve ser um complemento ou uma extensão do nosso verdadeiro mundo do Sol quente a bater-nos na cara, dos risos estridentes dos nossos amigos, do sorriso e do olhar daquela pessoa especial...

Aqui fica o texto, um pouco abrasileirado...

Meu Amigo Virtual (Agata Vanessa Matos)
Meu amigo virtual é diferente...
Ele não olha nos meus olhos,
Ele vê meu coração...
Ele não percebe as minhas lágrimas
Percebe o momento de me confortar
Ele não sorri, ele me faz sorrir...
Você não sabe... mas te procuro todas as noites .
Fico feliz quando você vem...
Olho para você, na expectativa de um sorriso...
Não me importa se vens através de telas...
.............................
Apenas suas palavras são firmes...
Você consegue me fazer acreditar.
Talvez você não saiba, mas quando me falas... qando brinca comigo...
Quando me escutas...qando me amas...
Exerce a nobre tarefa de um amigo REAL.
Escuto seu sorriso, através do sons do teclado.
Ouço teu coração através do meu coração,
Sinto tua alegria através da minha alegria...
Nunca deixe de vir...
Só conhece a importância dos verdadeiros amigos,
Quando começamos a perceber sua ausência,
Quando chamamos por todos,
E somente ele vem... 

Dedicado aos meus amigos virtuais, às minhas companhias de noites de MSN e que felizmente, a maior parte deles, fazem parte do meu mundo verdadeiro do Sol, risos e olhares...amigos e amigas de todo o sempre e amigas e amigos de faculdade não de sempre, mas para sempre. Àqueles com quem eu falo, mas não conheço, isto também é para vocês..

publicado por Marisa às 13:27
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Mr. N a 15 de Novembro de 2006 às 20:27
E eu aproveito para introduzir o conceito de "amigos virtualizados" - isto é, aqueles amigos da vida real que, por motivos diversos, deixaram de fazer parte do nosso dia-a-dia e com os quais apenas continuamos a contactar por via da net ou do telemóvel... ou, como disse uma amiga minha há algumas semanas atrás, "continuamos juntos de coraçao"!
E sexo virtual??? Nos tempos do IRC é que era! Todavia a minha primeira (e única) sessão de "cyber-sex" foi no Napster e foi mais uma paródia que acabou por resultar na minha primeira amiga virtual com quem ainda falei durante bastante tempo...
Enfim, gostava era que o trabalho e o estudo também fossem virtuais!
De Marisa a 16 de Novembro de 2006 às 10:05
Nunca me contaste essa do cyber-sex :P

Comentar post

*links