*mais sobre mim

*Quem está aqui??

online

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Terça-feira, 23 de Janeiro de 2007

Caminhos

Sinto-me triste...

Até uma rapariga como eu, que vê sempre o lado positivo das coisas, tem certos dias e momentos mais tristes.

Triste não é bem a palavra, sinto-me baralhada, sinto que não estou a conseguir separar bem as àguas como queria e pensei que ia conseguir e estou chateada por isso, o que me deixa triste. Sempre fui uma rapariga um pouco indecisa é certo, o que me faz pensar muito bem ou como se costuma dizer, pensar duas vezes, antes de tomar uma decisão. Mas quando tomo uma  decisão é para valer, para ir até ao fim...mas, desta vez, está a custar.

No percurso da vida, encontrei uma encruzilhada: o caminho da esquerda pareceu-me bom, mas ao reparar bem verifiquei que havia umas pedras um pouco mais adiante; o caminho da direita, numa primeira olhadela, era mau, tinha pedras, mas quando olhei melhor, vi que, lá ao fundo, a parte pedregosa acabava e depois o caminho era bom, com muitas flores e passarinhos a cantar. Fiquei indecisa, mas depois de muito pensar escolhi o caminho da direita. Neste momento, estou a atravessar a parte pedregosa, estou com dificuldades em não magoar os pés, olho muitas vezes para trás a pensar porque é que não escolhi o outro caminho e apetece-me voltar atras, pelo menos um bocadinho, só para descansar a dor nos pés. Hoje, especialmente, pisei uma pedra que me fez uma ferida... Resta-me, por enquanto, a consolação de que fiz a melhor escolha e que basta andar mais um pouco e fica tudo melhor e mais alegre... 

publicado por Marisa às 15:31
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Ricardo aka Ricky S. a 24 de Janeiro de 2007 às 18:01
Ei...então amiga?O que é isso?Não nos podemos deixar ir abaixo por estarmos a viver um momento menos bom, sabes que eles fazem parte deste percurso e que de certa forma também nos enriqueçem, nós só caímos para que possamos aprender a levantar-nos. Tu és uma rapariga forte e tu propria tens consciênçia disso e independemente de tudo esta fase só te fará mais forte ainda. O passado já lá vai e tudo o que aconteceu até agora não foi nem nunca será em vão, tudo teve a sua razão de ser, nada foi deixado ao acaso, e é isso mesmo que nos deixa a todos extremamente felizes por isso tudo ser a tua essência, o teu ser, que tanto adoramos e sentimos orgulho. O importante é que sigas caminhando pois eu tenho a certeza que o teu coração te levará lá, onde os passarinhos entoam a melodia do paraiso, onde a felecidade espera por ti de braços abertos pois até ela sabe que é lá onde mereçes estar...só espero, e faço votos por isso, é que possa cruzar-me contigo lá...;)

Jinhossssss...
De ich a 25 de Janeiro de 2007 às 00:56
Pois eu acho que fizeste muito bem em ter optado pelo caminho da direita. Em caso de desespero, põe os olhos no Frodo (ou, se preferires, no Elijah Wood, já que ele é mais fácil e supostamente agradável de visualizar) e lembra-te dos caminhos sinuosos e periclitantes que ele percorreu e quanto sofreu antes de chegar ao fim - fim esse que valeu a pena atingir!
No entanto, não querendo quebrar o teu galho, devo dizer que há sempre um terceiro caminho, nem que seja voltar atrás por breves instantes para pegar num bulldozer ou algo semelhante que te ajude a tornar a tarefa de percorrer esse caminho menos extenuante. Se as pedras te ferem os pés é porque vais descalça ou levas uns sapatos muito rascas, tipo ténis de Floribela! Volta atrás, compra umas botas de tropa e faz-te novamente à estrada...

Comentar post

*links