*mais sobre mim

*Quem está aqui??

online

*Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

*posts recentes

* Acordar o blog adormecido...

* Hot Hot Hot

* ...

* A Sombra do Vento

* Há coisas que nunca mudam...

* Porque é que os jogadores...

* Como ser um verdadeiro ch...

* Novo morador

* Gata preta, gato branco

* Blogodependente

*arquivos

* Junho 2010

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

*tags

* todas as tags

*pesquisar

 
blogs SAPO

*subscrever feeds

Sábado, 12 de Junho de 2010

Acordar o blog adormecido!

A última vez que postei foi à quase três anos... Um último post pouco inspirado... 

O blog continuou, não comigo a escrever, mas com vários leitores a comentar o "Como ser um verdadeiro chunga". Confesso que fiquei impressionada. Todas as semanas há, pelo menos, um ou dois comentários para aprovar. É bom saber que um blog pequenino e caseiro tem alguns leitores, não assíduos, mas que ao pesquisar um determinado tema, vem parar ao meu blog e deixam-se ficar um bocadinho.

Outra coisa estranha é eu estar no Google a pesquisar um determinado tema e aparecer na primeira pagina o meu blog....hihihi...é de ficar orgulhosa...

Hoje apeteceu-me acordar o blog adormecido. Vamos lá ver se a minha inspiração volta...e me divirto, outra vez, a descrever os momentos engraçados do dia-a-dia...

 

 

publicado por Marisa às 01:55
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 31 de Julho de 2007

Hot Hot Hot

Depois de um começo de Verão muito pouco habitual ao que estamos habituados no últimos anos, parece que o calor finalmente se decidiu a dar um ar da sua graça. Ok...temperaturas de 30 e muitos e quarenta graus é um pouco excessivo, mas já tinha saudades de calor a sério! Eu sou muito friorenta e sofro imenso no Inverno com frio....por isso sabe-me bem o calor: de andar de chinelos, de vestir roupas fresquinhas e, principalmente, de estar dentro de água de molho!

Apesar do calor ter começado a sério no sábado, só hoje é que tomei realmente a sua percepção na minha casa bem quente, já que passei o fim-de-semana em zonas, junto ao litoral, habitualmente frescas, na Ericeira e em Peniche! São dois locais muito bonitos e com uma vista sobre o mar única em que me perco a olhar o horizonte, mas aqueles micro-climas não me agradam muito. Já não era a primeira vez que saía de Lisboa com sol e calor e chegava a Peniche com nevoeiro e nuvens compactas.

Com o calor chegaram também as suas nefastas consequências, os fogos florestais! Muitas foram as vezes em que ao assistir aos telejornais pensei que em outros anos por esta altura já muitos hectares tinham ardido e este ano nada....Com o calor começou tudo de novo. Hoje foi noticia um fogo no Algarve, perto de Lagos, que queimou uma casa e provocou uma acidente em cadeia com cinco carros.

Sei que o calor excessivo em áreas com ervas secas e densas e um possível contacto com alguns objectos pode aumentar a probabilidade de haver um fogo, mas não é preciso ser nenhum especialista para perceber que, nos últimos anos, 99% dos fogos florestais que existiram em Portugal não foi obra do imenso calor sentido, mas sim mão criminosa, interesses económicos por parte de pessoas que detêm certos negócios e que vivem da destruição provocada pelo fogo. É triste pensar que pessoas morrem, pessoas ficam na miséria, pessoas ficam sem casa, sem sustento, só porque certas pessoas têm interesses e necessitam de ganhar a vida e por isso não olham a meios para atingir os seus fins. É normal que as pessoas lutem pela vida, para ter um negócio que corra bem, mas não para isso destruindo um dos bens mais precioso, as árvores e o oxigénio que advêm delas, e a vida das pessoas.

Felizmente nunca passei por algo tão grave de ficar sem casa por causa de um fogo, mas quando oiço noticias dessas da televisão e vejo as pessoas aflitas a correr de um lado para o outro consigo imaginar um pouco a dor delas e o medo que sentem. Já passei por algo semelhante na minha casa, mas em nenor escala claro. Em tempos, algum engraçadinho com ideias malucas pegou fogo ao mato que no monte mesmo em frente da minha casa. Acontecia tudo lá no alto e para chegar cá em baixo à minha casa era preciso ultrapassar outras casas primeiro, um ribeiro e uma estrada, mas mesmo assim tive muito medo. Assisti toda a tremer, se não estou em erro, a 3 fogos da minha varanda. Eram enormes que cresciam sempre que o vento aumentava. Era um som de estalos e de crepitar arrepiante, que não tem nada de romântico se compararmos com aquele a que se está habituado nas casas. Foi o que mais me impressionou....aquele som!

É de louvar o trabalho dos bombeiros, que, muitos por amor à camisola, vão para a frente do fogo e tentam apagá-lo sem medo e muitas vezes pondo em risco as suas próprias vidas. É por estes homens que dão a vida e por aquelas pessoas que ficam sem nada, que acho que deviam ser punidos mais severamente as pessoas lunáticas, malucas, que fazem mal às florestas e indirectamente aa todos nós!

tags:
publicado por Marisa às 01:02
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 27 de Julho de 2007

...

Procura-se algo perdido: inspiração!

publicado por Marisa às 01:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 17 de Julho de 2007

A Sombra do Vento

Ler sempre foi algo que me deu muito prazer. Gosto de pegar num livro, começar a ler e não conseguir por de parte, porque a curiosidade é maior do que alguma coisa que tenho para fazer. Mas este interesse tem de começar logo no inicio do livro, se assim não acontece e começa a ficar intocável durante mais de um dia é porque não me interessou. Felizmente, até agora, foram poucos os livros em que me aconteceu isso. Máximo dos máximos, em uma semana tenho de ter um livro todo lido. Isto quer seja um livro pequeno, um livro grande, um livro novo, ou até mesmo um livro já meu conhecido.

A verdade é que já não lia um livro a algum tempo. Se não me engano, já não pegava num livro desde que criei o blog. Não sei se terá alguma ligação lógica, mas desde que comecei a escrever, a transmitir coisas para aqui, não consegui ter vontade de pegar num livro e o ler....Também pode ter sido de andar ocupada com o estágio e chegar a casa cansada e com mais vontade de dormir do que propriamente ler.

Agora como estou de férias e com dois livros novos na minha mini biblioteca pessoal, decidi que tinha de recomeçar a ler. E assim foi. Como prenda pelo fim do estágio, os meus colegas ofereceram-me dois livros: "Corações em Silêncio" do Nicholas Sparks e "A Sombra do Vento" de Carlos Ruiz Zafon . Recomecei por este último, porque falaram-me tão bem dele, que fiquei curiosa...

"A Sombra do Vento" é um livro que pode ser classificado como um policial com uns pózinhos de romance pelo meio. Indiscutivelmente, os amores, desamores e sexo são os temas mais mencionados em livros, filmes, músicas nos dias de hoje, por isso mesmo é bom, de vez em quando, ler algo sem que o tema central seja isso, apenas que apareça pelo meio, assim por acaso.

O autor, Carlos Ruiz Záfon , desenvolveu uma história que retrata a procura  incessante de um rapaz, o Daniel,  pelo autor de um livro que leu quando apenas tinha 11 anos. O livro fascinou-o tanto que mal o terminou de ler, o principal objectivo da sua vida passou a ser encontrar ou descobrir algo que o pudesse conhecer mais um pouco daquele autor. Pouco a pouco, ano após ano, várias peças, pessoas e histórias esquecidas vão se juntando até se formar uma história de vida que supostamente devia ter sido esquecida, mas que a simples leitura de um livro esquecido por um menino fez vir ao de cima.

Esta história passa-se em Espanha, mais propriamente em Barcelona, durante os pós-guerra civil, altura em que as pessoas estavam magoadas e ainda receosas com o que tinha acontecido. É uma história cinzenta, que descreve acontecimentos e personagens da Catalunha, que, de uma forma ou de outra, estiveram implicados em actos físicos ou apenas psicológicos durante a Guerra Civil. História cinzenta, que, por vezes, é colorida por conversas cheias de esperança e humor e por duas bonitas histórias de amor.

Além da história em si, também gostei da forma de escrever do autor. Escreve de uma maneira perceptível, alternando bem os momentos que formam a história, às vezes emotivos, outros de suspense ou até mesmo com uma pitada de humor e ironia. Dei por mim a ler depressa, quando havia uma cena mais intensa, e a ler bem devagarinho, apreciando cada palavra, quando ele descrevia momentos passados, importantes para o deslindar da história, ou em momentos mais emotivos e que se querem be, saboreados.

Eram 3 horas da manhã quando acabei de ler. Valeu a pena!

(imagem retirada de http://www.carlosruizzafon.com/esp/imagenes/crz2.jpg)

tags:
publicado por Marisa às 13:32
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Junho de 2007

Há coisas que nunca mudam...

Esta semana, ao falar com a minha Mãe, surgiram coisas que me fizeram lembrar a minha infância, aqueles bons velhos tempos em que só brincava e via televisão.

Sempre que vou ao supermercado, e não me esqueço, tenho de comprar uma caixa de donuts. A minha Mãe bem me tenta desmoralizar ao dizer que é so gordura e fritos, mas mesmo assim trago uma caixinha, que divido com os meus pais....não gostam não gostam, mas depois.... Pensava que gostar de donuts era uma coisa relativamente recente, mas parece que não...Fiquei toda contente que afinal já é uma coisa minha desde bem pequenina. Há montes de histórias minhas de quando eu era pequena que já sei de cor, que os meus pais ou as minhas tias repetem de vez em quando, como aquela de eu ter caido de cabeça do sofá abaixo quando a minha madrinha me deixou por 1 minuto; de puxar o meu avô para irmos aos bébés (o café do fundo da rua onde estavam as mães com os seus rebentos - já naquela altura queria ir ver as vistas); do Natal em que tive montes de prendas, mas que não pude brincar com elas porque tinha alguma coisa nos olhos e só os esfregava (estava cheia de sono, mas não sabia que era sono...). Adiante....estas já eu sabia, a que eu não sabia foi a que a minha Mãe me contou. Parece que o meu vizinho do lado, um senhor já de idade, de vez em quando pegava em mim e levava-me ao café para eu comer um bolo. E qual eu comia? Um donuts! Dizia o senhor para a minha Mãe: "Não sei porque será que ela come só aquele, se será de achar graça ao buraco, mas a verdade é que só pede donuts!". Aí está a explicação...gosto de donuts desde pequenina!

A outra coisa. Esta semana lá em casa estamos numa guerra aberta: queremos dar um nome ao gato, mas não há meio de gostarmos os três de um nome! Ao conversar com um afilhado na net sobre um tema complementamente diferente surgiu-me um nome para o gato. Cheguei a casa e mandei um bitates para o ar primeiro.

 

Garfield.

Não!

Biggs.

Não!

Ok.....e que tal Vitinho?!?!

Vitinho?? Mas isso é nome de gente...

Sim....também é, mas também é o nome de um desenho animado do Vitinho, que eu adorava ver quando era pequena!

Pois era....tu adoravas ver aquilo. Lembras-te? (momento nostálgico da minha Mãe) Só ias dormir depois do Vitinho...Tu gostavas tanto, que até te mandei fazer um bolo de ano com o Vitinho. Lembras-te?

Não...tinha 2 anos! Só de mesmo de ver as fotos...

Pois...tu tinhas 2 anos. Nunca mais deu o Vitinho...

Pois não...! Se eu tinha 2 anos quando dava o Vitinho imagina-o agora, deve ser um rapaz todo jeitoso!!

A minha Mãe não ficou lá muito convencida, mas eu comecei logo a chamar o gato de Vitinho. Pensei que ia ainda levar uma grande descasca quando disesse que o meu gato se chamava de Vitinho, mas não me ia importar....Hoje de manhã acordei e recebi logo a má notícia.

O gato não se pode chamar de Vitinho!

Porquê??

Porque ali o vizinho (o dono da mãe do gatinho) chama-se Vítor!

E depois?

Parece mal....

Oh...mas não é por causa dele, mas por causa do Vitinho.

Sim...mas também gostavas que o gato deles se chamasse Marinho (o meu pai è Mário!!)

Pois...realmente...já me lixaram o esquema!

Pois...então pronto fica Xorobi!!! (Xorobi é a alcunha que uma amiga minha deu à uma amiga dela e a minha Mãe gostou)

Portanto....desde hoje de manhã o gato chama-se Xorobi, mas eu ainda vou tentar mudar isso. Quanto ao Vitinho, queria eu homenagear o rapaz que marcou a minha infância, que muitas alegrias me deu e que até hoje não me esqueci...LOL...e afinal não dá. Paciência!!

Estar com o Vitinho na boca estes dias, salvo seja, fez-me lembrar também daqueles momentos em que o via e ouvia "Está na hora da caminha....vamos lá dormir!!! Boa noite Vitinho!". Fui pesquisar na net e vi que começou em 1986 (quando tinha 2 anos) e só acabou em 1997 (a s´sério?? Não me lembro...). Teve quatro animações diferentes, que foram mudando. No Youtube só encontrei duas. O mais esquisito é que a música de que me lembro é do Vitinho I e as imagens é do Vitinho II. Aquela parte em que ele desce pelos lençois abaixo, entra no pijama e tenta apanhar o interruptor com o chápeu, ficou para sempre no meu imaginário.. Ai ai....belos tempos!!

Vitinho I

Vitinho II

 

publicado por Marisa às 10:18
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Porque é que os jogadores de futebol falam na 3ª pessoa??

Os futebolistas são umas personagens engraçados.

A maioria dos rapazes quando são pequenos sonham em ser jogadores da bola. Uns acordam para a realidade e chegam à conclusão que esse é um mundo onde só alguns sortudos chegam, outros, mais sonhadores, lutam até ao fim das suas forças para atingir o seu grande sonho. Para atingir este patamar tem de fazer alguns sacrificios: treinar bastante, deixar a familia para ir para grandes clubes e, muitas vezes, deixam de estudar....O futebol está em primeiro lugar, o que não permite conciliar com a escola. É por isso que os jogadores de futebol tem alguma fama de serem um pouco...digamos...vá....burrinhos! Alguns eventualmente são, como por exemplo aquele do vídeo do Youtube "somos 11 contra 11, todos seres humanos e vamos jogar para danificar a camisola!!". Mas como anos de estudo não é sempre sinónimo de inteligência, há jogadores que mostram ter alguma cultura, espirito de solidariedade, sensibilidade e sentido para gestão, já que investem os seus milhões em negócios para o futuro.

Como apreciadora de futebol, gosto de os ver jogar, principalmente aqueles que sabem jogar bem, que pensam na equipa e  que centram e rematam com pericia. Claro que, como rapariga, não posso deixar de reparar neles fisicamente. Uns mais giros, outros menos, uns jeitosos, outros nem tanto. Por isso quando alguns aparecem na televisão, eu não mudo de canal, e deixo-me estar a ver e a ouvir. Uma coisa que já tinha reparado e que voltei a reparar nos últimos dias, e que me faz alguma especie, é o facto deles falarem na 3ª pessoa!!! Digam-me que já repararam, que é para eu não me sentir picuínhas.

Na semana passada, durante o Campeonato da Europa de sub-21, vi o Yannick Djaló, um rapaz que até tem um bom gosto clubistico, a dar uma entrevista aos jornalistas e a dizer "O Yannick....bla bla bla". Hoje de manhã, naquele programa só de notícias, ouvi uma reportagem sobre o Miguel Veloso, outro rapaz com bom gosto, e a sua permanência no SCP em que ele próprio dizia "O Miguel fica feliz, mas sabe que tem mais responsabilidades" e ainda mais à frente "O Miguel sabe que está no Sporting e tem de demonstrar ainda mais do que na época passada." (sei isto de cor porque também vinha no jornal Metro)

É assim Miguel, eu sei que estás muito feliz, também eu estou muito feliz por tu ficares no Sporting, jogas lindamente e fizeste um bom Campeonato do Mundo, mas, por favor, não fales mais na 3ª pessoa!!! É feio! É impessoal Soa mal...pelo menos a mim!

Agora alguém me perguntava "Estás bem Marisa?" e eu respondia "A Marisa está bem, está a ouvir música e a escrever um post novo no blog!"....De certeza que iam olhar para mim com cara de parvo e dizer "porque estás a falar assim? Não estás bem?! Alguma crise de personalidade?".

Tal como acontece com o puto que não percebe porque é que não há um dia da fruta, eu ainda gostava de saber porque é que os jogadores falam assim? Como alguns fazem, os outros também acharam que deviam fazer? Acham engraçado falar assim? É fetiche?? Miguel se tiveres aí diz-me.... :))

Miguel Veloso, se leres isto, não me leves a mal, a sério. É só uma opinião de Sportinguista!!

(imagem retirada de http://www.airfutbol.com/veloso.jpg)

Já que há muito pessoal a pedir, não custa tentar....Miguel Veloso podes-me oferecer uma camisola tua?? A Marisa gostava!! :)

 

publicado por Marisa às 14:09
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Junho de 2007

Como ser um verdadeiro chunga...

Estava eu a passear pelo HI5, nomeadamente no profile de um dos meus primos, quando encontrei um profile comment interessante, onde em 41 passos é explicado como um rapaz pode se transformar num "verdadeiro chunga", ou seja, o que hoje se chama de basofe. É o sonho de qualquer rapaz: ser basofe!!! Mas atenção...isto não é para todos...como se costuma dizer, "não é para quem quer, é só para quem pode!!".

Eu acho que estou a ficar um pouco velha, mas a verdade é que quando ando a cuscar profiles no Hi5 e vejo gajos basofes e gajas a FaLaR pItEs, eu penso " no meu tempo não era nada assim!!". Ou era muito distraída ou este fenómeno basofiano e pitês é uma coisa recente, só pode!!!!

Cada um é como cada qual, mas fAlAr AsSiM cOm Os PhOpHiNhUUUhs E nHaS aMiGaS é um pouco esquisito....além de dar uma grande trabalheira! Mas pronto....fiquem com esta lição preciossima imperdível de aprender a ser chunga.

1. Em primeiro lugar tens que te achar um gajo "bueda cool".
2. Tens que ter uma dama basofe e um grupo de amigos do Bairro.
3. Se nao viveres num bairro social fazes de conta que vives.
4. Tens que ter o cabelo rapado com desenhos estupidos cravados na nuca.
5. Tens que usar as meias por cima das calcas ( nao va' fazer frio).
6. Tens que andar a baloicar que nem um macaco.
7. Tens que saber falar Criolo.
8. Tens que ouvir Kizomba, Kuduro e Funana.
9. Tens que usar Bone' (roubado a putos de preferencia).
10. Tens que usar brincos nas orelhas (de preferecia).
11. Tens que imitar os jogadores da bola.
12. Tens que usufruir de muito ouro (colares e pulseiras, aneis).
13. Tens que sair 'a noite com sapatos de vela e pullover (mas so' para sair a' noite).
14. Tens que usar um terco ao pescoco.
15. Tens que usar armas (nem que seja um corta-unhas).
16. Tens que utilizar uma catrefada de smileys no msn.
17. Tens que ter bue aneis nem que sejam da tua mae.
18. Tens que ter 1 fotoaki e chamar-lhe de 'faki' (o que e' algo muito estupido).
19. Tens que ter um gang, se nao tiveres recrutas uns sem-abrigo e uns ciganos.
20. O gang tem que ter um nome agressivo e claro estupidamente abusivo da letra 'H'.
21. Tens que tirar fotos com os teus dreads.
22. Tens que tirar fotos em tronco nu, pois as damas adoram isso.
23. Tens que tirar fotos com a cabeca levantada (a mostrar o macaco) e com
todos os acessorios de beleza (bone', brinco, colar, pulseira, bolsa, etc ...).
24. Tens que roubar, nem que seja uma garrafa de a'gua.
25. Tens que ter umas quantas camisolas cor de rosa, pois os jogadores da bola andam muito com elas.
26. Tens que ter a mania que papas bue' gajas.
27. Tens que ter um espirito de ir sempre 'a luta e nunca apanhar na fucinheira.
28. Tens que dancar hip-hop.
29. Tens que defender a tua estirpe.
31. Tens que chamar mano ate' ao cao.
32. Tens que achar as fotos dos teus manos "barrosas".
33. Tens que ter um carro de tunning.
34. Tens que fazer um movimento estranho com as maos (quase como se te tivesse dado um AVC).
35. Tens que fazer montagens basofes (montagens que rulam).
36. Tens que tirar fotos com oculos de sol, mas de noite.
37. Tens que saber fazer Beat-Box.
38. Tens de comprar a camisola falsificada de um clube de futebol no mercado de Carcavelos.
39. Tens que usar o gorro o maximo esticado para cima.
40. Tens que ter sempre o seu charro preparado para apanhares uma "ganda moca".
41. Tens que chamar a todas as gaja de DAMA, mesmo 'a tua propria mae !

tags:
publicado por Marisa às 16:20
link do post | comentar | ver comentários (146) | favorito
|

Novo morador

Depois de mais de meio ano sem um espécime felino lá pelo quintal da casa, eis que o novo morador chegou!! Apresento-vos o ... o ... o ....bem...ele ainda não tem nome, por isso ainda os chamamos de gatinho ou então o  cabrão do gato, quando faz porcaria.

Habitualmente, os gatos na minha casa ficam na rua, mas como ontem tava vento e o gato ainda é pequenino, a minha Mãe deixou o entrar por algumas horas. Ele é tãoooooooooo querido!! É tão o fofooooooooo com os seus olhos azuis! E muito traquina também! Não  passeou muito pela casa, preferiu estar ao pé de nós ou então ao pé de mim, enquanto a minha Mãe fazia o jantar.

Como é de pequeno que se deve ser educado, ontem já levou uns ralhetes e palmadas da minha Mãe, sob protestos meus "Não ....deixa estar..ele ainda não percebe!". Ele mereceu. Enquanto estava na conversa com a minha Mãe no quarto dos meus Pais, ele andava a passear pelo quarto, escondia-se debaixo da cama, brincava com os tapetes e enfiava as unhas na colcha....Passado um bocado, comecei a sentir qualquer coisa a roçar-me nas costas, quando olho era ele, todo contente, já em cima da cama! A minha Mãe passou-se! Ralhou-lhe e mandou o para o chão . Acho que percebeu, porque ficou quieto vários minutos.

Depois, fui para a sala abancar-me no meu puff e ver os Morangos com Açúcar (sim sim eu vejo os Morangos com Açúcar e gosto!!). Primeiro ele andou de volta da lareira e do puff a cheirar, quando começou a sentir-se confiante já punha as patinhas nas minhas pernas, até que subiu para cima do meu colo. Aninhou-se, comecei a fazer-lhe umas festinhas e quando dei por isso já estava a dormir! Adormeceu no meu colo! Aí, sentada na minha grande poltrona aka puff a dar festinhas ao gato, parecia mesmo o Dr Evil do Austin Powers ou o Dr Claw com o MAD Cat do Inspector Gadget . Só me faltou soltar um.. MUAAHAHAHAHA .

A parte incomodativa é que o gato vinha com algumas pulgas e quando dei por mim já tinha duas na roupa. Peguei logo nele e levei o para a varanda decidida a chacinar algumas, mas só consegui apanhar uma... o gato não parava quieto. Como ninguém gosta de pulgas em casa, o gato foi recambiado para a garagem e lá dormiu.

Hoje de manhã, a minha Mãe foi lá vê-lo e estava bem, apenas com um pouco de fome e com algumas ramelas. Parece que a minha Mãe vai lhe dar Maxilase, ela diz que ele está constipado. LOL . Mesmo coisa à minha Mãe, dar os meu remédios aos animais.

E pronto....continuam-se a aceitar nomes. Já tentei Branquinho, Gato das Botas (eu vi o Shrek I e II durante o fim de semana, é por isso!!), mas a minha Mãe não gostou. Está esquisita..e eu também!

 

Ah...e com isto tudo, desde que cheguei a casa até à hora do jantar devo ter lavado as mãos umas cinco vezes que é para não ficar com alergia!

MUAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

(imagem retirada de http://arbyte.us/blog_archive/2005/11/drevil_million_dollars.jpg)

 

tags:
publicado por Marisa às 11:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Junho de 2007

Gata preta, gato branco

Preto e branco são cores de gato habitualmente pouco apelativas...pelo menos para mim...mas como a escolha não é muita parece que depois de uma gata preta vou ter uma gato branco!!

Não sou uma rapariga perdidamente apaixonada por animais, que adora estar sempre a fazer festinhas e se prontifica sempre para levar o comer a eles. Nada disso! Sou normal acho eu! Quando passo por eles no quintal meto-me com eles e se me apetece dou uma festinha e uns miminhos, mas nada de muito extravagente. Acho que este meu desprendimento tem um pouco a ver com a minha alergia a animais. Desde pequena que oiço a minha Mãe a dizer para ter cuidado com os pêlos e para a seguir a dar festas lavar as mãos. Antes pensava que isso era uma mariquice da minha Mãe, até que um dia fui ver uns coelhinhos que tinham acabado de nascer, dei umas festas, esqueci de lavar as mãos e como sou tipo "bicho carpiteiro" com as mãos levei-as aos olhos e quando dei por mim tava a espirrar e com os olhos todos vermelhos...a mariquice da alergia é verdadeira!

Os meus gatos.

A história dos meus gatos tem sempre um começo engraçado, o mesmo não acontecendo com o fim que é sempre trágico.

O primeiro gato que tive chamei-o de Tareco (é tipo António, José, Manuel mas em gato...). Era todo malhado em todos escuros: cinzento escuro, preto... e apareceu no nosso quintal quando ainda era um gatinho. Começamos a ouvir uns barulhos e uns miados à noite no quintal e quando o meu Pai foi investigar deparou-se com um gato, pequeno mas um pouco atiçado. Não andávamos à procura de gato, mas começamos a dar-lhe de comer e ele foi ficando por lá. Tal como todos os gatos, era muito independente e, por vezes, estava duas semanas desaparecido. Quando voltava vinha magro, com peladas e com as orelhas todas roídas....gatas! Nos bons velhos tempos em que eu me punha à minha porta a falar com a Sheila, ele aparecia lá, roçava-se nas pernas e subia para cima do corrimão para me dar com a pata. Isto ainda durou muito tempo, até que numa manhã cinzenta e triste o cabrão do vizinho da rua de trás, a que carinhosamente eu e a minha Mãe apelidámos de MATA-GATOS, matou o meu gato a tiros de caçadeira. Eu e a minha Mãe assistimos a tudo pela janela do meu quarto. Ao principio não percerbemos o que era. Depois apercebemo-nos que era um gato e que, por acaso, era o nosso. Nós vimos o nosso gato a ser brutalmente morto! O que aconteceu foi que esse tal vizinho tinha dois terrenos, vedados, onde criava coelhos. Parece que, de vez em quando, coelhos apareciam mortos. Ele pensava que eram os gatos da vizinhança, então para parar com isso, o homem pôs ratoeiras e armadilhas para caças os intrusos. Os gatos da vizinhança iam desaparecendo, mas ninguém sabia como, até que nós vimos o meu gato a morrer assim...Do que podemos perceber o meu gato, numa das suas passeatas, ficou preso no arame farpado do muro de uns vizinhos da rua de trás. O cabrão viu o meu gato lá e em vez de o ajudar matou-o. Matar é um eufemismo porque ele deu-lhe montes de tiros....e nós, ainda ingénuas, a ver...Só depois é que os nossos olhos se abriram. A minha Mãe ficou doente. Foi para rua à espera de ver o homem a passar e deu-lhe um sermão. Ele não teve pena nenhuma e ainda gozou com a minha Mãe que ficou a chorar com pena e nervosa. Desde esse dia até hoje nunca mais lhe dirigi a palavra, nunca mais, e até tinha grande estima pelo homem, já que ele é pai de uma rapariga com quem brinquei e sempre que me passava por mim metia-se comigo. Como o sermão que a minha Mãe lhe deu não serviu de emenda, ela chibou-se aos vizinhos todos do bairro. Depois começou-se a perceber muitos desaparecimentos de gatos. Ainda tentaram fazer queixa dele à protecção dos animais...mas o omnipotende dinheiro faz muita coisa....E o mais engraçado é que quem afinal matava os coelhos eram ratazanas!!! Um dos terrenos onde ele criava os coelhos, estava cheio de carros velhos e ficava na rua de cima onde eu passava todos os dias para ir para a escola. Tantas vezes que lá passei e vi coelhos e ratazanas a comerem da mesma ração. Uma vez que ia ao dentista mais a minha Mãe contei 14 ratazanas....Ora bem...afinal quem comia os coelhinhos??

Morto o Tareco os meus pais queriam ter outro gato. Numa vivenda com quintal dá sempre jeito ter um gato para caçar lagartixas, ratinhos que vão aparecendo. A Bichaninha, a gata da minha vizinha, ficou prenha e aí ficou decidido que um gato era para nós. Quando nasceram, a minha Mãe e a minha vizinha foram ver os gatos, para ver qual deles não tinha rachinha...lá viram um que parecia diferente dos outros. Era preto, mas nós queriamos gatO. E era mesmo diferente....tanto escolheram, tanto olharam que afinal ficámos com uma gata!! Como já era grande e já nos tinhamos afeiçoado ficámos com ela. Se fosse gato era Kinder (siiiim como o Surpresa!!), mas era gata....E agora? Naquela altura, o meu primo Filipe era pequeno e ainda não falava correctamente: a Madrinha era Merdinha, o Padrinho era o Peidinho e o Kinder era Kinney. Como afinal o gato saiu gato ficou Kinney! Como o sexo feminino é um grande sexo, a minha gata saiu optima. Andava sempre dentro do perimetro do meu terreno, dormia à nossa porta e só sai para ir dormir para cima do telhado da garagem da Sheila. Para mostrar trabalho, como dizia a minha Mãe, de vez em quando deixáva-nos um passáro, um ratinho, uma lagartixa em cima do tapete da porta.O grande problema eram os gatos!! Gata gira como a minha tinha sempre montes de pretendentes. De noite apanhávamos grandes sustos com porrada entre gatos mesmo à nossa porta, eram miados, eram porradas contra a porta....Isto tudo durou até ao último dia de 2006: o último dia em que foi vista! Não sabemos o que aconteceu, se foi levada, morta, atropelada, nada, só sabemos que nunca mais a vimos....

Sem Kinney precisávamos de outro gato. Mas agora gatO!! A nossa fornecedora, a gata da minha vizinha, ficou novamente prenha e ficou logo decidido que um era para nós. Em vez de preta, agora vamos ter um gato totalmente branco!! A parte dificil é a escolha do nome...ainda não está nada decidido. Já se falou em Pirata ( o meu Pai), Soneca (a minha Mãe)....mas ainda não está decidido, porque a última palavra é minha!! :)

tags:
publicado por Marisa às 10:54
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|
Segunda-feira, 18 de Junho de 2007

Blogodependente

O meu Geekzinho de estimação, leitor assíduo deste blog, mandou-me na semana passada um link de um vídeo do Youtube que não podia deixar de por aqui. É um sketche da Hora H, programa do Herman José, em que o César Mourão desempenha o papel de um bogueiro "profissional", ou como refere o título do vídeo, blogodependente!

Achei engraçado o vídeo, porque me revi um pouco nele. Não me considero uma dependente do meu blog, mas é verdade que cada vez que vivo ou presencio qualquer coisa engraçada ou que acho ue é motivo de debate faço um post sobre isso.

Era de blogueira dependente debater hoje essa questão aqui, agora e JÁ, mas como outras prioridades se levantam neste momento, deixo o tal debate para uma dia mais tarde e apenas deixo aqui o vídeo. Como não consigo por aqui o vídeo deliciem-se aqui se faz favor...!!

 

(A do Geekzinho de estimação foi bonita não foi Ricardo?! Eu sei quem sim..)

Lolada!!!

 

tags: ,
publicado por Marisa às 13:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

*links